sábado, 21 de janeiro de 2012

SPFW - 2° dia

Resumo do segundo dia da temporada de inverno 2012 do SPFW:

Pedro Lourenço - é impressionante como um designer tão jovem já tem uma identidade tão firmada. Pedro Lourenço apostou no couro e no jérsei e teve como inspiração o deserto do Atacama, como podemos ver nas estampas. A cartela de cores é muito chique e os degradês, também.







R. Rosner - direto da Casa de Criadores, Rodrigo Rosner trouxe uma coleção bem conceitual (talvez até demais) pra SPFW. A inspiração veio de um livro de ilustrações de mariposas: muita transparência, brilho, leveza e bordados super ricos.









Alexandre Herchcovitch - Sempre brilhante, Alexandre quis misturar o minimalista com o maximalista (palavras do próprio designer para o GNT). A cartela de cores é repleta de tons quentes e o que mais surpreendeu foi o dourado na passarela de Alexandre. Os vestidos de renda são lindos e as sobreposições, muito bem pensadas.









Iódice - sempre apostando na sensualidade, a Iódice usou como base o rock and roll sensual da Versace. Vendo a coleção, a inspiração fica bem clara, né? Apesar de esse não ser meu estilo, dá pra ver que a marca se manteve fiel à sua identidade. Algumas produções são muito lindas, como o macacão de lamê bronze (uau!), casaqueto metalizado e praticamente todos os looks com calça, que "disfarçam" um pouco essa sensualidade tão direta da Iódice, mas sem perder o foco da coleção.












Triton - gostei bastante dos grafismos, da pegada esportiva e dos conjuntinhos. Estampas de presença (camisas lindas!), muitas vezes misturadas, deram o tom da coleção. Bordados sofisticados e alfaiataria com ares masculinos deram nova vida à Triton.









Amanhã tem mais SPFW!
Beijos,
Paula

Fotos: Vogue BR

0 comentários: